Os traumas em dentes decíduos são comuns na infância. As crianças podem sofrer acidentes que levam a ferimentos na cavidade bucal que podem envolver tanto a estrutura dental, como o periodonto, estruturas ósseas e tecido mole. Os traumas podem ocorrer nos dentes decídua desde sua erupção ou mais prematuramente, devido um trauma no rebordo alveolar do bebê, que embora seja raro pode implicar em alterações na formação de dente decíduo chegando a impossibilitar sua erupção.

Esses acontecimentos acabam gerando grande estresse e um impacto emocional importante, tanto nos responsáveis quanto nas crianças. Esses traumas podem causar sequelas tanto na dentição decídua como na permanente.

Trincas no dente ou Fraturas no dentes?

Os traumas podem ser do tecido dental como trincas ou fraturas de
esmalte/dentina com ou sem exposição pulpar, fratura coronorradicular com ou sem exposição pulpar, fratura radicular e traumas de tecido periodontal ou de suporte como concussão, subluxação, luxação lateral com ou sem deslocamento e com ou sem mobilidade, luxação intrusiva, luxação extrusiva e avulsão.

O tratamento odontológico para esta função do tipo de trauma, de como, onde e quando ocorreu o traumatismo podendo variar desde orientações de cuidados básicos e acompanhamentos radiográficos periódicos até contenção dental e extração.

Dessa forma, diante da ocorrência de traumatismo dentário, primeira medida a ser tomada é buscar atendimento odontológico especializado imediato para que as consequências possam ser minimizadas.

Dra Karina Grecca Pieroni